terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Wicca


A Arte (como é chamada a religião Wicca) é uma religião de amor e alegria, também é uma religião xamânica, pois prega a existência de mundos paralelos ao nosso e a possibilidade de contato com os seres deste outros mundos. Contrariamente ao cristianismo, por exemplo, não prega a felicidade unicamente após a morte.

A simpatia pela natureza se deve a um sentimento arraigado de pertencermos a ela e não a ideia de que Deus criou a natureza para ser dominada e explorada pelo homem. Um animal é um irmão, assim como uma pedra ou uma árvore. A mulher tem um papel muito importante na Bruxaria pois como mãe ela é uma personificação da Grande Mãe Natureza.

Devido a civilização o Homem moderno perdeu grande parte de sua conexão com a Terra, mas este não é o caso do bruxo, mesmo neste mundo mecanizado e sofisticado o Wiccanianos mantêm seu vínculo e culto a Mãe Natureza, pois reconhecem seu poder e percebem sua alma (Anima Mundi).

Filosofia

A pedra angular da Bruxaria e seu credo são os seguintes itens:

1- Praticam ritos para colocarem-se em harmonia com o ritmo natural das forças naturais marcadas pelas fases da Lua e das Estações;
2- Tem consciência de que a inteligência de cada um outorga uma responsabilidade única em relação ao meio ambiente Pretendem viver em harmonia com a Natureza, num equilíbrio ecológico e respeitando a vida dentro de um conceito evolucionário;
3- Reconhecem um poder maior do que o detectado pela pessoa comum, tão forte que simula o sobrenatural, porém que encarado como algo que pode ser alcançado por todos;
4- Creem em um poder criativo do Universo que se manifesta através da polaridade (masculino e feminino). Valorizam a ambas as forças por igual, sabendo que cada um é o apoio do outro. Valorizam o sexo como prazer, como o símbolo e manifestação da vida;
5- Reconhecem tanto o mundo externo como o interno ou psíquico, às vezes conhecido como mundo espiritual, O Inconsciente Coletivo, ou Planos interiores, vendo a interação entre estas duas dimensões como base para os fenômenos paranormais e exercícios mágicos. Prestam igual atenção às duas dimensões, considerando ambas necessária para a realização do indivíduo;
6- Não reconhecem nenhuma hierarquia autoritária, mas honram os que nos ensinam, respeitam os que compartilham seus conhecimentos e sabedoria e aqueles que valentemente se dedicam a serem mestres;
7- Consideram  que a religião, a magia e a sabedoria nos unem em nossa forma de contemplar e viver dentro do mundo e identificam esta filosofia e visão mundial com a bruxaria, o caminhos dos Wiccanianos;
8- O chamar-se bruxa(o) não constitui uma bruxa, nem a herança em si, nem a coleção de títulos, graus ou iniciações. Uma bruxa pretende controlar as forças vitais dentro de si mesma a fim de viver sabiamente, em harmonia com a Natureza e sem prejudicar ninguém;
9- Afirmam a crença na vida, no progresso da evolução e no desenvolvimento do conhecimento, os quais dão significado ao Universo conhecido;
10- Evitam o confronto com qualquer religião, desde que não se arvorem de ser o único caminho verdadeiro ou que pregue-se a existência de um Mal absoluto;
11- Não  preocupam-se com debates sobre a história da Arte, origens e legitimidade de diferentes tradições, interessando-se apenas pelo presente e pelo futuro;
12- Creem que devemos buscar dentro da Natureza a saúde e bem-estar.

O Chamamento

A bruxaria é o caminho de viajantes, de buscadores antigos que respondem a um chamamento interno.

Esse chamamento se manifesta de diferentes maneiras. Pode ser através de um profundo e inexplicável interesse por História ou por Mitologia, por uma intensa necessidade religiosa e espiritual que as crenças mais acessíveis não conseguem satisfazer, ou por uma marcada atração por livros e filmes que abordam o tema.

Mas, talvez, o caminho mais comum que traga as pessoas à Antiga Religião seja a tentativa de compreender o medo. O medo de não sei bem o quê, misto de interesse, preconceito e curiosidade que não se consegue apagar e, embora incômodo, permanece como uma forte tentação na qual se teme cair. Esse medo também pode se manifestar através de alergias a incenso, medo de facas ou de fogo. Pode soar estranho que um chamamento venha através do medo, mas, se lembrarmos as perseguições que durante séculos os adeptos da Antiga Religião já sofreram talvez a presença do medo se torne mais compreensível.

Existe, ainda, outro tipo de chamamento que podemos nomear como cármico. Se em outras vidas o trabalho espiritual que vinha sendo feito foi interrompido por alguma razão e permaneceu incompleto, ele retorna cobrando a finalização. É como se o tema que estava sendo trabalhado retornasse insistentemente até que o conhecimento necessário fosse alcançado.

Há, também, chamamentos que acontecem a partir de situações inesperadas tais como sonhos ou o reencontro com parceiros de alma ou sensações de déja vu.

Mas, seja qual for o caminho através do qual o chamamento se manifeste, sua principal característica é que, quando o acolhemos, a alma se aquieta e é inundada pelo sentimento de que, finalmente, estamos retornando para casa.

8 comentários:

  1. Salve (Ave, Viva)! Sempre! Amém!!!

    ResponderExcluir
  2. Oh! Benditos! Sempre! Bruxos(as): Aspirantes, Iniciantes, Aprendizes, Conhecedores, Sábios, Evoluídos, Áureos! Sempre! Salve (Ave, Viva)! Sempre! Agradecimentos, demais por tempo demais, por tudo de: bom (bem, ótimo, excelente), a mim! Sempre! Assim Se Faça! Assim Seja! Amém!

    ResponderExcluir
  3. Oh! Benditos! Sempre! Bruxos(as): Aspirantes, Iniciantes, Aprendizes, Conhecedores, Sábios, Mestres, Evoluídos, Áureos! Sempre! Salve (Ave, Viva)! Sempre! Agradecimentos, demais por tempo demais, por tudo de: bom (bem, ótimo, excelente), a mim! Sempre! Peço-Vos, que eu tenha (possua, tome posses), de bons (ótimos, excelentes): Poderes, Saúdes, Proteções (definitivamente, muitos e cada vez mais), a mim! Sempre! Assim Se Faça! Assim Seja! Amém!!!...

    ResponderExcluir
  4. Oh! Gloriosos! Sempre! Bruxos(as): Aspirantes, Iniciantes, Aprendizes, Conhecedores, Sábios, Mestres, Evoluídos, Áureos! Sempre! Salve (Viva, Ave)! Sempre! Agradecimentos (Agradecido), Gratidões (Grato), demais por tempo demais! Sempre! Por tudo de: bom (bem, positivismo, ótimo), a mim! Sempre! Peço-Vos, que eu tenha (possua, tome posses), bons (ótimos, excelentes): Poderes (Forças, Energias, Sabedorias, Espertezas, Firmezas), Saúdes, Proteções (muitos, progressivos, definitivos), a mim! Pra Sempre (Real, Verdadeira, Iluminada, Exponencial, Favorável, Útil, Firmemente), a mim! Sempre! Assim Se Faça! Assim Seja! Amém!...

    ResponderExcluir
  5. Agradecimentos (Agradecido), Gratidões (Grato), demais por tempo demais! Pra Sempre (Mesmo)! Pra: DEUS (em que me ajudou, ajuda, ajudará), a meu favor! Sempre! E do mesmo modo, ao Diabo (no que não me prejudicou, não prejudica, não prejudicará)! Mesmo! Assim Seja (Assim Se Faça, Amém)! Tomara (Tomara, Tomara)!!!

    ResponderExcluir
  6. Agradecimentos (Agradecido), Gratidões (Grato), demais por tempo demais! Pra Sempre (Demais)! Mesmo! Para: DEUS (em tudo que eu fui, sou, serei beneficiado, a mim = a meu favor)! Sempre! E do mesmo jeito, ao Diabo (em que não me azarou, não me azara, não vai me azarar)! Mesmo! Assim Seja (Assim Se Faça, Amém)! Tomara (Tomara, Tomara)!!!

    ResponderExcluir
  7. Oh! Todos os Bons Bruxos(as): Aspirantes, Iniciantes, Aprendizes, Conhecedores, Sábios, Evoluídos, Mestres, Áureos (que me ajudaram e/ou me ajudam)! Sempre! Especialmente, Todos os Bons Bruxos(as), que mais me ajudaram e/ou mais me ajudam! Sempre! Particularmente, os Meus Bons Bruxos! Sempre! Salve! Sempre! Agradecimentos! Sempre! Por tudo de bom, a mim! Sempre! Peço-Lhes que eu tenha bons (ótimos, excelentes): Poderes (Forças, Aprendizagens, Conhecimentos, Sabedorias), Saúdes (Vitalidades), Proteções (muitos e cada vez, melhores e maiores), a mim! Sempre! Assim Se Faça (Assim Seja Feito)! E Nunca Se Desfaça (e Jamais Seja Desfeito)! Amém!...

    ResponderExcluir